Segunda parceria Kalunga + Bamako debate o filme Bacurau

Em mais um convite do @cineclubekalunga participaremos de uma sessão com o filme pernambucano Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles.

O debate contará com representantes do nosso cineclube e de representações quilombolas e indígenas de GO e PI.

Gratidão ao CCKG por mais este fortalecimento e incentivo em um momento de reconfiguração do Bamako.

Asè.

 

Confira o registro da transmissão sobre Cineclubismo e Educação Popular!

Para quem não conseguiu acompanhar a transmissão de ontem (11/04/2020), sobre Cineclubismo e Educação Popular, com Gabriel Muniz, integrante do Cineclube Bamako, eis o registro no YouTube.

Esta atividade foi organizada pelo @somosgept, que nos convidou para esta edição, parte de um ciclo de conversas que o grupo vem organizando.

Agradecemos à @clarissamarquesoui pelo diálogo e ao nosso irmão (de sangue) @piercingsbyromeo pela disponibilização no YouTube.

Aproveitem bem esse domingão, vamos nos cuidar e cuidar de nosses irmães. Axé!

#cineclubebamako
#gept #somosgept #arcoverde #upe #gabrielmuniz #clarissamarques #cineclubismo #educaçãopopular #audiovisualnegro #cinemanegro

Cineclubismo e Educação Popular em Debate ao vivo no Instagram

Saudações! Estamos bastante contentes em participar de mais uma rede de fortalecimento de ações, conectando localidades e saberes diversos!

Desta vez o convite do Grupo de Estudos e Pesquisas Transdiciplinares sobre Meio Ambiente, Diversidade e Sociedade, da UPE @somosgept de Arcoverde-PE nos convida a falar sobre nossa perspectiva de atuação com cineclubismo, audiovisual negro e educação popular enquanto instrumento de resgate de identidade e autonomia política.

A live será neste sábado aqui mesmo no Instagram. Chegue junte pra trocarmos ideias de construção!

Parceria entre Cineclubes Negros exibe documentário Eu Não Sou Seu Negro

 

Saudações Cineclubistas!

Na próxima sexta-feira (10/04/2020) teremos uma sessão bem diferente das que costumamos organizar. Nesses tempos de isolamento social, se fazem necessárias ações coletivas, para experimentar possibilidades de atuação integradas, utilizando os meios disponíveis, dadas as atuais limitações espaciais.

Neste sentido recebemos um convite bastante especial: a iniciativa do Cineclube Kalunga (GO) em fazer articulação com cineclubes de outros estados e propor uma sessão online chega como uma inspiração e motivação para a soma de potencialidades e fortalecimento de coletivos que trabalham o audiovisual negro enquanto ferramenta de reflexão e prática política a partir de ações concretas.

Nesta parceria, que envolve também os coletivos Mulungu Audiovisual (RN) e o CineUFG (GO), será exibido o filme documental Eu Não Sou Seu Negro, escrito por James Baldwin e dirigido por Raoul Peck. Após o filme, teremos debate, também online, com integrantes de cada cineclube.

As plataformas para transmissão serão os aplicativos Rave (Android, IOS) – para o filme – e Discord (Android, IOS)- para o debate. É necessário o download gratuito dos aplicativos no celular ou outra mídia móvel. O Discord também permite a transmissão pelos sistemas Windows, macOS e Linux. A participação nesta atividade proporcionará emissão de certificado.

Sintam-se convidades a experimentar conosco este formato de sessão cineclubista, uma articulação entre coletivos de GO / PE / RS / RN. Se vier, venha na paz, ficaremos honrades com suas participações. Vamos construir positivamente este momento!

 

Informações sobre o filme:

Documentário: Eu não sou seu negro
Direção: Raoul Peck
Ano: 2017
Duração: 1h 33min

Sinopse: – Narrado por Samuel L. Jackson, o documentário constrói uma reflexão sobre como é ser negro nos Estados Unidos. Em 1979, James Baldwin iniciou seu último livro, “Remember This House”, relatando as vidas e assassinatos dos lideres ativistas que marcaram a história social e politica americana: Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King Jr. Baldwin não foi capaz de completar o livro antes de sua morte.
• •
10.04 – sexta-feira às 18h
transmissão do filme no app “Rave”
debate no app “Discord”
COM EMISSÃO DE CERTIFICADO.

Exibição especial de Cabelos de Redemoinho em Olinda!

Na próxima sexta-feira, 13 de Dezembro, às 11h, teremos sessão especial de Cabelos de Redemoinhos, junto à programação do I Festival Literário do Litoral Norte. O evento acontecerá na Praça do Carmo no decorrer desta semana, confira a programação:

 

QUARTA – 11/12
14h – Roda de conversa: Literatura Afro-indígena: perspectivas e desafios nas salas de aula.

Fabiana Maria (Sócia fundadora do Cineclube Bamako, Vice-Presidente Estadual da UNEGRO-PE, escritora e Professora da Escola Municipal Integral Dom João Crisóstomo).

Mazarelo Rodrigues Idealizadora e coordenadora do Kanteatro e Vice-gestora da Escola Municipal Integral Sagrado Coração de jesus.

Ilzenayde Araújo Neves (Mestre em Química e professora efetiva do governo do estado de PE).

Patrícia Marinho (Gestora da Escola Municipal Coronel José Domingos e mestra em Ciências da educação UAA PY)

Ceiça Axé – coordenadora da EJA e mestra em Educação

 

QUINTA – 12/12

10h- Apresentação dos Estudantes da Escola Municipal Integral Dom João Crisóstomo: Lançamento do Diário coletivo: Muito bem Carolina, Escrevivências infantis. Idealizadora e organizadora Fabiana Maria

 

SEXTA – 13/12

11h – Exibição do documentário Cabelos de Redemoinhos (Doc: Fabiana Maria / Cineclube Bamako, PE/RS, 2019, 9’)

Sinopse: A desconstrução de imaginários pessoais / coletivos em relação aos cabelos crespos a partir da experiência de 3 mulheres negras. E as possibilidades de reconstrução da autoestima das meninas negras através de ferramentas pedagógicas e de educação militante, proporcionadas por uma professora e sua proposta de literatura infantil.