APRESENTAÇÃO

Bamako vem da palavra bambara que significa “rio crocodilo”. É o nome da capital do Mali, e também o nome de um filme de Abderrahmane Sissako, um dos cineastas mais ativos da produção contemporânea no continente africano.

internet bamako 2013-02

Apresentação

Cinemas africanos e da diáspora. Cultura negra em debates e apresentações culturais. Ensino da História e Cultura Afro-brasileira. Estas são as principais ações articuladas pelo Cineclube Bamako, um espaço que traz o cinema como ponto de encontro e de partida para a reflexão e valorização das culturas afro-descendentes.

Estamos dando continuidade ao trabalho iniciado em 2012, quando pudemos adquirir ótimas experiências cineclubistas em diversas ações independentes. Em 2017 completamos 5 anos de resistência trazendo como grande novidade a articulação em outros estados além de Pernambuco. A partir de maio faremos uma temporada em Porto Alegre-RS articulando ações cineclubistas e de produção audiovisual militante em parceria com movimentos negros e comunidades quilombolas.

O Cineclube Bamako abrirá suas janelas para a discussão não apenas estética, mas também sociopolítica e cultural, de curtas metragens brasileiros sempre com a presença de um convidado para puxar o debate.Em confluência com nossa perspectiva de contato com outros estados, neste ano trazemos como tema principal os cinemas negros regionais, com ênfase em produções gaúchas e pernambucanas, mas trazendo também sessões baseadas em temáticas de gênero e juventude.

Proporcionar o contato com histórias que também fazem parte da nossa formação é colocar os públicos de grande centros urbanos, como Porto Alegre e Recife, diante de uma imensa tela, numa projeção sobre si mesmos. É enxergar as nossas proximidades, sejam elas físicas, sociais, culturais, religiosas. É nos vermos protagonistas desses filmes.

Diferenciais

O Cineclube Bamako é uma iniciativa que traz como um de seus focos as cinematografias de países do continente africano e de sua diáspora, ainda pouco difundidas no nosso país em sua maioria; e cinematografias negras de diversas regiões do Brasil em exibições regulares e seguidas de debate.

Além das práticas artísticas e discussão, o cineclube também trabalha ações de suporte pedagógico para educadores que busquem o aprimoramento no Ensino da História e Cultura Afro brasileiras, através de sessões realizadas em comunidades, grupos culturais e espaços onde já existem ações focadas na cultura negra.

REALIZAÇÃO:

Bamako Produção

APOIO:

Federação Pernambucana de Cineclubes – FEPEC

Kilombo da Arte

Feira Livre -Todos os tons de NegrXs

Quilombo Político Acotirene

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: